10 de agosto de 2010

Haikai pobre do desejo.


Desejo: o avesso da razão.
Maldito equilíbrio!
Quando se ganha um, se perde o outro.